segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Disse, chorei, gritei, escrevi, beijei, dei: conclui.




Coisas que eu diria se fôssemos tão emancipados quanto pensamos que podemos ser:

Diria pra Vivi que a amo e que é estranho não conviver com uma parte de mim longe de mim... se ela estivesse aqui.

Choraria pro Vinição como um melhor amigo irmão faz a diferença nos momentos felizes e tristes... se ele aparecesse mais no Skype.

Gritaria pro mundo que eu não sei o que fazer do meu mundo... se isso fizesse diferença para resolver os problemas.

Escreveria uma dedicatória pra Ana: À minha querida amiga Ana Pica Fogo, por ter criado em mim um gosto tão maravilhoso pela escola que mesmo quando eu saísse dela, fosse para que voltasse e fizesse melhor. - Seria assim, juro!! Se eu fosse apresentar meu TCC!

Beijaria o Vitinho e diria que ele é lindo e que ele tenha calma... poderia fazê-lo agora, se a calma não precisasse de tempo.

Daria a maioridade para o Vinicinho, para que ele pudesse me acompanhar mais... se a maioridade viesse somente com os documentos e não com a alma.

E às lembranças, aos planos e às pessoas que não entraram nesse pacotinho de hipóteses derretidas, diria que estamos, felizmente, no nosso tempo.

Finalmente, concluiria que, não fosse a fatura que temos que pagar à vida, somos livres sim

...e (tomara que tenham percebido) contraditórios também!

Um comentário:

Vinicius disse...

Chore não!! Desculpe pelo Skype.. hauhauhau o.O